6/12/2020

O Papa: a conversão é uma graça, a ser pedida a Deus com força

Jane Nogara – Vatican News

No Angelus deste domigo, 6 de dezembro, o Papa Francisco celebrou a figura e a obra de João Batista, que nos mostrou um itinerário de fé, semelhante ao que o Advento propõe. Trata-se de um caminho de conversão.
A conversão, explicou o Papa “envolve a dor pelos pecados cometidos, o desejo de se livrar deles, o propósito de excluí-los da própria vida para sempre. Para excluir o pecado, é preciso também rejeitar tudo o que está ligado a ele: a mentalidade mundana, a superestimação do conforto, do prazer, do bem-estar, das riquezas”.

Aspectos da conversão

E para exemplificar citou novamente João Batista que era “um homem austero, que renuncia ao supérfluo e busca o essencial”. Recordando: “Aqui está o primeiro aspecto da conversão: desapego ao pecado e à mundanização”, em seguida cita o outro aspecto: “é a busca de Deus e de seu reino”

O que pode ser feito em tais casos?

“Nós nos convertemos verdadeiramente – continua o Pontífice – na medida em que nos abrimos à beleza, à bondade, à ternura de Deus. Então deixamos o que é falso e efêmero, para o que é verdadeiro, belo e dura para sempre”.

 

Entre em contato

EXPEDIENTE:
Terça a Sexta - 08H às 12H / 13H30 às 17H30
Sábado - 8H às 12H

Secretaria: secretaria@psje.org.br
Setor Financeiro: financeiro@psje.org.br
Setor administrativo: administrativo@psje.org.br

(48) 3243-3130